sábado, 27 de março de 2010

Posso Até Sangrar em Paz Agora

Já refleti muito sobre isso antes, logo depois de um momento triste. Isso aconteceu o ano passado.

Eu consegui ter uma conversa com DEUS e ela ainda não teve um fim. Esta experiência está ficando a cada dia que passa mais prazerosa do que eu mesma podia imaginar.

Foi depois daquele momento que percebi que sempre quando escrevo, estou iniciando assuntos com DEUS. No momento em que inicio um jogo de palavras, mesmo triste, no fim sinto uma paz brotar, vindo de dentro de minha alma. E tudo isso me faz glorificar a DEUS mais ainda.

Jamais vou esquecer-me das lições que consigo aprender antes, durante e depois de minhas viagens. Isso sempre mexe comigo. Deixam estas linhas um pouco sem nexo, mas eu não posso tirar palavra alguma daqui, porque essas viagens têm muito a ver com DEUS que tanto amo e tanto vou amar.

DEUS está me dizendo que estou no caminho certo e não preciso temer nenhum imprevisto e mal algum, que com certeza ainda vai me fazer sofrer. Porque mesmo estas falhas sendo inevitáveis, vou conseguir dar a volta por cima.

Essa minha cisma de ter fé na vida e encontrar sempre razões para continuar acreditando em qualquer coisa, é DEUS que fica empregando essas loucuras em minha mente. Ainda não sei se devo agradecê-lo por colocar essas coisas em minha cabeça. Sinto que ainda temos uma longa conversa pela frente...

Deus também disse que devo continuar ouvindo o meu coração para que eu jamais perca esse meu contato com Ele e com as pessoas que amo.

Agora, depois de um tempo, posso dizer em paz o que descobri supostamente sozinha. Sim, Ele me deixou esse luxo de achar que essas descobertas foram minhas. Não vou desperdiçar essa doce oportunidade de dizer que sou tudo aquilo que eu queria ser. Eu sou capaz de amar, e é porque vejo o rosto de DEUS nas pessoas.

DEUS está perto, do meu lado, está bem longe, em todos os lugares, me vigiando... Mesmo que eu passe a duvidar das pessoas que não estão aqui perto, mesmo que eu passe a acreditar na idéia de que não existe ninguém convencido de que eu existo nesse momento.

Gostaria que tudo isso explicasse o motivo de tanta obsessão por uma pessoa em especial e por muitas outras também. De querer ficar sempre perto de todo mundo, mesmo sabendo que na maioria das horas do dia / da noite, isso não é possível. Talvez você consiga me entender agora. E eu espero de todo o meu coração que consiga realmente.

Enquanto eu, ainda permaneço aqui observando, deslumbrada com as pessoas maravilhosas que estão a minha volta. Muitas estão um tanto longe de mim, mas quero encontrá-las a todo custo.

8 comentários:

  1. Textoi mais bem escrito que tive prazer de apreciar na blogosfera, achei interessantissimo estes pássaros negros voando no titulo do blog... ótimo...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog, tanto pelo estilo como pelas mensagens.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Amei o blog, como sou nova aqui.. tudo pra mim ta sendo mágico! Parabéns pelas mensagens.. Depois passa no meu também ta? rsrs

    beijos,


    http://carolinemello-caramello.blogspot.com/

    ResponderExcluir