quinta-feira, 31 de maio de 2012

A união para encantar o mundo

Cuidado, ao contrário do que muitos dizem, a vida deve ser encarada de maneira mais séria.
Você não faz ideia de como ela é frágil. Principalmente em certos momentos de infelicidade.
Pense bem no que quer ser daqui dois, três, dez anos.
Convido você para conhecer o fundo do poço, sem o menor compromisso. Quero que se sinta à vontade para permanecer longe deste lugar horrível!
Este consegue desertar sonhos, construir uma imagem positiva da realidade, e também, criar falsas esperanças.
Ele te espera com muitas coisas boas e vários vícios cotidianos. Uma grande trupe para te dar esperanças de um futuro melhor, sempre de plástico. Não é só que se chega lá. E não é sozinho que lá você permanece. Um lugar repleto de alienados. Normalmente eles adoram deixar tudo para o outro dia, que talvez deixe de existir.
Por favor, fique longe de tudo isso e vá para o mundo. Conviva com pessoas encantadoras, que brigam quando discordam da dor. As dificuldades são diferentes, logo se nota quando se vê milhares de rostos que são a minoria, infelizmente.
Elas são equipadas com uma enorme vontade de mudar o mundo ou alguma coisa. De certa maneira, elas conseguem. Seguem em frente com vestígios de cansaço nos ombros. Pois muito precisa ser feito ainda. Embora seja explícita a vontade de parar, elas simplesmente não conseguem abandonar seus sonhos.
Devo-lhe dizer que já houve pessoas, que fogem hoje do senso comum, que estiveram frente ao poço, ocasionalmente, ao menos uma vez em suas vidas. Bastou conviver ou ver esse lado da vida, que se sentiram fadadas a fazer o que estou lhe propondo.
Do poço também saíram ideias que precisavam vagar pelo mundo. 
Histórias de vida para serem contadas e encantadas quando se deparassem com novas histórias. Para mostrar que o poço foi um período de aprendizagem, mas que não se pode brincar com ele por muito tempo. E muito menos a vida não se pode ser perdida naquele lugar. 
Não deve haver um único céu que abrigue tantas pessoas, com modos tão distintos de se pensar.
Se em um lado da moeda há uma gama diversificada de variáveis, para o outro lado é cabível entender a mesma coisa, de formas diferentes.
As pessoas vazias também são seres pensantes que não possuem total consciência disso. Quem está de fora do poço tem a personalidade mais concreta. Suas opiniões, nem tanto, pois possuem a consciência de que tudo pode mudar a qualquer momento.
Espero que você esteja pronto para enfrentar o mundo. Seja qual for o local que você estiver neste momento, espero encontrar um meio para contar contigo na luta para dominar o mundo.

7 comentários:

  1. Pode-se fazer um jogo de palavras que liguem uma a outra:

    Fundo do poço,
    Aprendizado,
    Coragem,
    Ideias,
    Força,
    Esforço,
    No fundo poço,
    Você tem que ter mente de leão
    Superação!

    ResponderExcluir
  2. eu amei o seu texto *-*
    Parabéns Kátia, você escreve muy bem ;)

    ResponderExcluir
  3. Bacana Kátia! =D Apenas tenho que discordar com a questão de dominar o mundo. O mundo não é dominável. O que temos que dominar é a nossa própria mente. O mundo é sim: desfrutável. Desfrutemos. Até mesmo do fundo do poço. Que passa. Como tudo. Bjos! <3

    ResponderExcluir
  4. Me encantei com seu blog, é tocante e inteligente...

    http://temtudomega.blogspot.com
    siga, comente e curta no facebook

    ResponderExcluir
  5. Do fundo do poço se tem duas opções: esquecer o que tem fora dele ou dar impulso pra sair. Superação é algo gratificante no fim das contas.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. "Para que levar a vida tão a sério, se esta não passa de uma alucinante aventura, da qual jamais sairemos vivos?" - Bob Marley.
    Me desculpe senhorita, mas prefiro acreditar no que o consagrado Sr. Marley disse, afinal, todos nós teremos um final idêntico, salvo pelo os meios somente, então...

    ResponderExcluir